Sem categoria

Promover a equidade de gêneros em todas as atividades sociais e da economia são garantias para o efetivo fortalecimento das economias. Esse é um dos critérios para o empoderamento feminino no mercado de trabalho.

O número de mulheres no mercado de trabalho ocupando cargos importantes, empreendendo ou investindo já é maior do que alguns anos atrás.

empoderamento feminino no mercado de trabalhoO incentivo dos negócios, a melhoria da qualidade de vida das mulheres, homens, crianças, idosos e desenvolvimento sustentável são progressos que refletem os benefícios do empoderamento.

Já é observado grandes avanços, porém, infelizmente, ainda é alarmante a desigualdade entre homens e mulheres no meio corporativo e na sociedade como um todo. O empoderamento feminino no mercado de trabalho traz grandes resultados e não é apenas necessário no meio corporativo, mas na sociedade em geral.

Empoderamento feminino no mercado de trabalho: Cenário Internacional

Os países nórdicos como a Noruega, Suécia e Finlândia incentivam homens e mulheres a obterem resultados satisfatórios no local de trabalho.

A adoção de políticas benéficas para a família como, assistência infantil subsidiada, pagamento da licença parental para mães e pais, horários flexíveis, home office e jornadas alternativas são altamente incentivadas.

De que maneira a igualdade de gênero foi benéfica para esses países?

Esses países (Noruega, Suécia e Finlândia) estão no ranking dos 144 países do Relatório Global sobre Intervalo de Gênero do Fórum Econômico Mundial. Para entender melhor os resultados a Islândia, Noruega, Finlândia e Suécia estão entre as Top 5 da lista e mostram alta taxa de participação das mulheres na força de trabalho.

O reflexo desse avanço é observado na economia, onde ter mais mulheres no mercado impulsionou o PIB per capita em 10% a 20% nos últimos 40 a 50 anos, segundo um relatório do Observatório da Competitividade Sustentável (OCD).

Políticas adotadas pelos países

empoderamento feminino no mercado de trabalhoDinamarca: assistência à infância subsidiada e parcialmente;

Islândia: há multas para empresas com diferenças salariais entre homens e mulheres;

Noruega: licença parental obrigatória paga;

Finlândia e Noruega: jornadas de trabalho flexíveis. Pesquisas mostram que profissionais com jornadas flexíveis estão mais satisfeitos com seus empregos, conquistam mais e são mais dispostos do que aqueles que têm rotinas fixas.

Empoderamento feminino no mercado de trabalho: Cenário Nacional

O Brasil ainda necessita evoluir muito em relação aos países citados à cima. Porém, alguns avanços foram concretizados ao longo dos últimos anos.

Dentre os avanços podemos citar:

Lei Maria da Penha: considerada a terceira melhor e mais avançada no mundo em relação ao enfrentamento à violência doméstica e familiar contra as mulheres;

Lei do Feminicídio: sancionada em março de 2015 que fortalece a punição aos crimes contra as mulheres;

empoderamento feminino no mercado de trabalhoCentral de Atendimento à Mulher – Ligue 180: desde de 2005 recebe denúncias de violência, orienta e encaminha as mulheres para outros serviços quando necessário;

Rede Brasil Mulher: lançada em 2017, configura uma articulação nacional de organizações públicas, empresariais e da sociedade civil que tem por objetivo estimular ações que promovam a igualdade de gênero para assegurar a dignidade da mulher e promover o desenvolvimento econômico e social do País.

Empresas que aderiram os princípios de Empoderamento Feminino

As Lojas Renner é uma dessas empresas, a partir do Instituto Lojas Renner, a ONU mulheres desenvolve o projeto Empodera que promove a igualdade de gênero em toda a sua cadeia de valor, incluindo colaboradores, fornecedores e a sociedade em geral, por meio de investimentos financeiros no empreendedorismo de mulheres.

empoderamento feminino no mercado de trabalhoOutra empresa que se destaca é a Natura. Ela aderiu aos princípios da ONU e busca delegar poder as mulheres no ambiente de trabalho, no mercado e na comunidade, reforçando o compromisso com a equidade de gênero. Como parte dessa iniciativa a empresa assumiu uma estratégia corporativa onde a meta pública é ter 50% dos cargos de liderança (diretoria e cargos a cima) ocupados por mulheres até 2020. O percentual atual é de 32% no Brasil e em 27% considerando todas as operações da marca Natura ao redor do mundo, isso fortaleceu extremamente o empoderamento feminino no mercado de trabalho.

A Coca-cola Brasil é destaque em ranking de empresas com lideranças femininas e ao longo dos anos ela vem mostrando o aumento das mulheres na empresa. Por exemplo, 27% das executivas da empresa são mulheres, do quadro total de funcionários, 51% são mulheres, das novas contratações realizadas em 2016, 62% foram mulheres. A empresa também concede 6 meses de licença maternidade às mães e 20 dias de licença paternidade para os pais.

Empoderamento feminino na estética

O mercado da beleza movimenta no país, anualmente, mais de R$ 38 bilhões, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec). Apesar de não ter um valor exato a maioria dos empreendedores do ramo da estética são as mulheres.

De acordo com um estudo do Sebrae, o empoderamento feminino no mercado de trabalho veem contribuindo também para o aumento do consumo qualitativo, criando a necessidade de aperfeiçoamento técnico e profissional.

Demanda que proporciona um aperfeiçoamento técnico das mulheres e traz novo ritmo para o mercado da beleza. Serviços que vão desde os salões de beleza às grandes clínicas de estética, com procedimentos de alto padrão e aparelhagem de última geração.

empoderamento feminino no mercado de trabalhoA evolução e ascensão do mercado da estética também está diretamente relacionado com o sucesso do Empoderamento feminino.

Empoderamento nada mais é do que a liberdade e a igualdade!

Mulheres empoderadas cuidam e protegem umas às outras. Elas são donas de seu destino, de suas vidas, de suas decisões. Definem as metas e agem com atitude e poder.

Mulheres estas que são mães, avós, filhas. Que trabalham, ensinam, aprendem, criam algo novo, saem da rotina, cumprem com suas tarefas, experimentam coisas novas, fazem sempre a mesma coisa, da melhor maneira possível…

E você, conhece mais empresas que aderiram às práticas de empoderamento feminino? Conhece mulheres que foram empreendedoras e empoderadas? Deixe aqui seu comentário. Leia também um artigo sobre metabolismo e gasto de energia

Siga nossas redes sociais: