Sem categoria

A técnica de cromoterapia é utilizada pelo homem desde épocas remotas nos templos de Heliópolis, no Egito, e também na Grécia, na China e na Índia.

A origem da palavra vem da junção de “kromos” que significa cor e “terapheia” que significa terapia.

efeitos da cromoterapia na estéticaSua ciência está centrada na prática da utilização das cores na cura de doenças, a partir do entendimento de que cada cor possui uma vibração específica e uma capacidade terapêutica.

Esta técnica utiliza as cores do espectro solar para alterar ou manter as vibrações do corpo em uma frequência equilibrada, o que resulta em saúde.

Na Medicina Quântica, a cromoterapia define-se como a ciência que aplica as cores do Espectro Solar para restaurar o equilíbrio físico-energético em áreas do corpo humano atingidas por alguma disfunção.

Três ciências estão diretamente ligadas à essa técnica: a Medicina entendida como a arte de curar; a Física como a ciência que estuda as transformações da energia, a natureza e origem da luz, os elementos do espectro eletromagnético, o comprimento de onda, frequência e velocidade da luz; Bioenergética como a ciência que mostra a existência do corpo bioenergético, analisando a energia vital.

A cromoterapia, entra na área de Terapia Complementar e Natural, onde apresenta grande interação entre as cores e a cosmetologia, sendo capaz de “atacar” as patologias, principalmente aquelas que provocam o envelhecimento celular.

efeitos da cromoterapia na estética

Essa técnica pode ser aplicada como emoliente e cicatrizante após a aplicação de produtos específicos. Também auxilia na penetração dos produtos utilizados, facilitando a extração das impurezas, bem como, restaura as células debilitadas. Neste artigo queremos justamente reforçar sua importância e destacar mais os efeitos da cromoterapia na estética.

Disfunções como o envelhecimento da pele, celulite e flacidez, têm sido tratadas com a contribuição da cromoterapia. Na estética facial, a luz azul pode ser grande aliada na limpeza de pele após a extração, auxiliando na cicatrização, enquanto a luz amarela atua no processo de limpeza.

Já na estética corporal, a luz verde é relaxante e pode ajudar na eliminação de toxinas, assim como, a luz amarela. O vermelho é usado em tratamentos para gordura localizada e fibro edema gelóide. O azul pode ser utilizado para fortalecer a musculatura.

A associação das cores no tratamento das alterações corporais e faciais potencializa os efeitos e são extremamente eficazes. No decorrer do texto descrevemos a variação das cores utilizadas e sua aplicabilidade.

Efeitos da Cromoterapia na estética: aplicação das cores

efeitos da cromoterapia na estética

Rosa: Purificador de impurezas,

Destina-se à cicatrizes e manchas cutâneas (hematomas), auxilia também na troca de fluídos em regiões comprometidas com a celulite.

Verde: 
Dilata os vasos sanguíneos,

Relaxa e torna a pele elástica.

Laranja: 
Elimina toxinas e cálculos do organismo,

Destina-se à gorduras em áreas localizadas.

Amarelo: 
Regenerador do sistema nervoso; acelera o processo de cura,

É fortalecedora dos tecidos, devendo ser aplicada logo após o término de uma massagem linfática.

Vermelho: 
Regenerador das células e fluxo sanguíneo,

Ativa as regiões com perda de sensibilidade.

Azul: 
Acalma o sistema nervoso, alivia dores e equilibra o corpo,

Restaurador celular em regiões queimadas. É indicado para peles ressecadas.

Índigo: 
É o anti-hemorrágico da parte interna da derme e dos órgãos.

Violeta: 
Indicada para acnes e furunculoses em geral.

https://cromoterapia.pro/

Gostou de saber mais sobre os efeitos da cromoterapia na estética? Deixe seu comentário ou sugestão para o próximo tema!

Leia também um artigo sobre Regulamentação do esteticista/cosmetólogo.

Referências

BALZANO, Ondina. Cromoterapia: Medicina Quântica – Biblioteca 24×7 – São Paulo, 2008.